Geral CASO DIMAS

Jovem que morreu depois de encontro com paraibano teve ruptura genital, diz atestado

O documento cita que houve "rutura [sinônimo de ruptura] de fundo de saco de Douglas com extensão à parede vaginal esquerda".

Por Da redação

01/02/2024 às 21:28:08 - Atualizado há
Foto: Reprodução

O atestado de óbito de Livia Gabriele da Silva Matos, de 19 anos, que morreu nesta terça-feira (31) após um encontro com o jogador paraibano Dimas Cândido de Oliveira Filho, do sub-20 do Corinthians, aponta que a causa da morte foi uma ruptura na região genital.

O documento cita que houve "rutura [sinônimo de ruptura] de fundo de saco de Douglas com extensão à parede vaginal esquerda". Saco de Douglas é o nome dado a uma região genital que fica na parte baixa do abdômen entre o útero e o reto.

O Hospital Municipal Tatuapé, onde foi realizado os primeiros exames, ainda aguarda "exames complementares" da jovem, os quais serão realizados pelo Instituto Médico Legal (IML). Necroscópico, toxicológico e sexológico devem indicar o que causou a ruptura na região genital de Lívia, além de mostrar se ela estava sob efeito de alguma droga.

Em entrevista à TV Globo, o advogado da família da jovem afirmou que ainda são esperados os laudos do IML, mas que a ruptura apontada no atestado de óbito aparentemente não ocorre em uma relação sexual normal.

"É tudo muito prematuro ainda. Vai ser acostado [anexado] o laudo do IML, prontuário médico com os primeiros atendimentos. O atestado de óbito deu uma ruptura no fundo do saco de Douglas, uma bolsa, e essa ruptura, aparentemente, numa relação sexual normal ela não rompe, né. O que está sendo investigado pela polícia, competente delegada que está no caso, é saber se houve violência ou introdução de algum objeto aí", afirmou o advogado Alfredo Porcer.

Fonte: Da redação
Comunicar erro

Comentários Comunicar erro

Portal PB Alerta

© 2024 Copyright © 2024 PB Alerta. Todo o conteúdo deste site é de uso exclusivo do PB Alerta e suas subdivisões. Proibida reprodução ou utilização a qualquer título, sob as penas da lei.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Portal PB Alerta